Acessibilidade: -A +A normal

 
Prefeitura Municipal de Contagem
   

Conselho de Desenvolvimento da RMBH visita APA Vargem das Flores

Prefeitura solicitou a visita técnica com o objetivo de mostrar a atual situação da Área de Proteção Ambiental

Cassio Matias

Conselheiros da RMBH e representantes da prefeitura fizeram visita técnica para avaliar condições da APA

A pedido da Prefeitura de Contagem integrantes do Conselho Deliberativo de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) fizeram nesta quinta-feira (3), uma visita técnica à Área de Proteção Ambiental (APA) Vargem das Flores. O objetivo da visita foi o de chamar atenção do conselho para a importância da preservação de reserva legal e recursos hídricos de interesse metropolitano como prevê as alterações na proposta do macrozoneamento. A visita técnica foi promovida em ação conjunta das Secretarias de Meio Ambiente e Sustentabilidade e Desenvolvimento Urbano.

 Para a diretora-geral da Agência Metropolitana (ARMBH), Flávia Mourão, a visita contribuiu para uma melhor percepção da área. “É importante sentir o chão da cidade para se ter mais sensibilidade e ver os processos que estão acontecendo através da visão local”. Além disso, continuou Mourão, “o melhor de tudo isso, foi saber o empenho da Prefeitura de Contagem e reconheço essa dedicação e preocupação em requalificar os espaços, planejando as ocupações futuras. É essencial reconhecer o que existe de alteração e as necessidades locais, que podem estar sendo impactadas pelo planejamento metropolitano”, complementou.

Segundo o subsecretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), Anderson Aguilar, é muito importante para todos os conselheiros conhecerem a realidade de Contagem e dos municípios envolvidos. “Conhecer a região é de suma importância para todos os conselheiros até para saber opinar na hora do detalhe. A regra todos conhecem, mas o detalhe só é entendido quando a realidade também é visualizada e compreendida”.

O secretário Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade Wagner Donato deu o seu parecer sobre a análise da proposta. “Nós estamos propondo algumas alterações, porque foram desconsideradas situações de adensamento. Tivemos hoje a oportunidade de fazer um circuito de percepção ambiental na região de Vargem das Flores com os técnicos da agência metropolitana, para mostrar que não adianta falarmos de preservação ambiental sem levarmos em consideração, a qualidade de vida das pessoas que depende de saneamento básico, equipamentos públicos que possam atender as demandas mais urgentes nesses locais”.

Pontos da visita técnica

“Quando é feito um macrozoneamento, pensa-se nos recursos que são importantes para as cidades vizinhas. No caso de Vargem das Flores, este recurso é a água. Então fizemos a visita técnica na área de APA correspondente a 54% do município, e fizemos alguns questionamentos técnicos. Nos outros 46% do território o macrozoneamento do Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado da RMBH foi compatível entre a proposta da Prefeitura de Contagem e da Agência Metropolitana”, disse o gestor do Departamento de Controle Ambiental da prefeitura Marcos Botelho.

A visita guiada percorreu trechos da cidade, sendo que foram feitas quatro paradas em locais considerados relevantes na proposta do macrozoneamento.

before

APA Vargem das Flores ocupa 54% do território de Contagem

 A primeira parada foi feita no divisor das bacias de Vargem das Flores e da Pampulha, próximo ao Centro Universitário UNA. Neste local foi possível mostrar o adensamento que já existe. As empresas que lá estão instaladas, no macrozoneamento da agência são aplicadas restrições, não sendo permitido reconhecer as edificações existentes.

A segunda parada foi no represamento no bairro Praia. A lagoa atualmente é utilizada como centro de treinamento do Corpo de Bombeiros e contribui com a represa de Várzea das Flores. A proposta do macrozoneamento do município será criada um cinturão verde que protege os recursos hídricos da região metropolitana.

Na terceira, feita no Ribeirão Betim foi identificado uma área mais baixa com contribuição direta, possuindo reserva legal, unidade de conservação. O perímetro próximo a pedreira Martins Lana é considerado o mais importante, pois, influencia nos pontos de recarga da represa de Várzea das Flores. Nas imediações existem unidades de conservação planejadas. Será criando uma zona de proteção ambiental específica restritiva.

A última foi próxima da represa de Várzea das Flores para mostrar as ocupações irregulares, na área de topo de morro, que precisa fazer ajustes no adensamento. Outro objetivo, não menos importante, foi mostrar algumas áreas em que é possível ter atividades econômicas, em contrapartida fazer a compensação ambiental como a troca de áreas de modo que sejam mantidas a conservação.

 

   

REPÓRTER: Anderson Pena    FOTO CRÉDITO: Cassio Matias   

PUBLICAÇÃO: 04/08/2017 14:25:32

Vargem das Flores visita técnica APA