Acessibilidade: -A +A normal

 
Prefeitura Municipal de Contagem
   

Fórum metropolitano debate políticas públicas para juventude

Entre as propostas está a criação do Centro de Referência da Juventude e o programa Transforma Contagem

Geraldo Tadeu

Foi assinado um acordo de cooperação técnica entre municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) e Colar Metropolitano

Promover o diálogo entre o governo e o público jovem foi uma das propostas amplamente discutidas na terceira reunião itinerante do Fórum Metropolitano de Gestores de Políticas de juventude. Participaram da reunião, ocorrida no auditório da Prefeitura de Contagem, na quarta-feira (24), representantes das cidades de Belo Horizonte, Betim, Itabirito, Lagoa Santa, Nova Lima, Pará de Minas, Sarzedo, Sete Lagoas e Ribeirão das Neves. Na ocasião, foi assinado um acordo de cooperação técnica entre municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) e Colar Metropolitano.

Em busca de se tornar um modelo para o Estado, a Coordenadoria da Juventude de Contagem apresentou as principais ações desenvolvidas em 2017, além de anunciar a criação da Superintendência de Juventude e um Centro de Referência de Juventude.

Para o secretário de Esporte, Lazer e Juventude, Kaká Menezes, é preciso ouvir os jovens e tratá-los com mais respeito. “Precisamos criar atrativos para que a juventude possa participar das discussões que envolvem a cidade. O jovem é maioria e precisa ter cadeira cativa quando o assunto for políticas públicas. O nosso desafio é fazer com que compreendam que o poder público é um parceiro que está de braços abertos para recebe-los", informou

Esperançoso o diretor-geral de Políticas para a Juventude, Rogério Henrique, externa o seu sentimento quanto a criação de um espaço que acolha os jovens. “O Centro de Referência da Juventude é uma grande conquista por ter se tornado um projeto estratégico do governo. Esta novidade será um ambiente de socialização e atendimento, onde teremos todas as secretarias que oferecem algum tipo de serviço, atendendo os contagenses entre 15 e 29 anos. De fato, será um marco histórico”, enfatizou.

A superintendente de Intersetorialidade da Subsecretaria Estadual da Juventude, e presidente do Conselho Estadual de Juventude de Minas Gerais, Bárbara Ravena, ressalta os desafios que estão por vir. “Como essas políticas públicas são recentes, estamos trabalhando no fortalecimento de ações para que o jovem se reconheça como cidadão.  Levantamos a bandeira em defesa do lazer, esporte, educação, cultura e outros eixos. Estes encontros servem para propor interações entre municípios e o Estado para que o resultado final seja positivo, ou seja, atender as demandas dos jovens”, relatou.

before

Participantes contribuíram com a apresentação de propostas

 Após a leitura da ata e apresentação das ações, os participantes propuseram uma dinâmica. Na oportunidade, cada um pôde contribuir dando sugestões e tirando dúvidas, tendo como base a perspectiva de atender melhor as demandas.

Transforma Contagem

Fazer com que o poder público esteja a serviço da juventude, e vice-versa, é uma proposta a ser desenvolvida no município. Para isso será criado uma plataforma de voluntariado que consiste em dar apoio a cada jovem que tenha o desejo de fazer algo pela cidade. Com base nessa premissa, entra em cena o Transforma Contagem. Referência na cidade de Recife, região Nordeste do país, com o nome de Transforma Recife, o programa já mobilizou cerca de oitenta mil pessoas e seiscentas instituições promovendo cidadania e solidariedade.

Esta plataforma tem o objetivo criar uma oportunidade para que jovens possam interagir com o poder público e contribuir com a cidade, seja na ajudando na recuperação de espaços físicos, de instituições filantrópicas e ou equipamentos públicos em estado precário. Um dos pilares principais do projeto é fazer com todos se sintam parte da cidade ajudando a preservar o que é de todos. 

De acordo com o secretário de Cultura e Juventude da cidade de Sete Lagoas, Anderson Cléber Rodrigues, as reuniões são de suma importância. “Participar desse fórum nos traz um enriquecimento muito grande de ideias. Sabemos das necessidades da juventude e estar aqui aprendendo, para melhorar o convívio social lá, é sem dúvidas gratificante. O que está sendo feito em Contagem serve de referência para todas as cidades. Estamos muito satisfeitos em participar”, relatou. 

O próximo fórum será na cidade de Nova Lima, no mês de março.

   

REPÓRTER: Anderson Pena    FOTO CRÉDITO: Geraldo Tadeu   

PUBLICAÇÃO: 25/01/2018 12:17:27

Fórum Metropolitano de Políticas para Juventude