Acessibilidade: -A +A normal

 
Prefeitura Municipal de Contagem
   

Vigilância eletrônica reduz roubos nas escolas em 69%

A quantidade de registros de danos às escolas também diminuiu

Ricardo Lima

A movimentação nas instituições de ensino é acompanhada pela Guarda Civil em uma central de monitoramento

Com investimento em tecnologia, a Prefeitura de Contagem está combatendo a violência nas escolas. De janeiro a abril deste ano foram registrados 20 roubos nas instituições municipais de ensino, 69% menos que no mesmo período de 2016, quando houve 63 registros. Operadas pela Guarda Civil, as câmeras de vigilância se tornaram importantes aliadas na redução da criminalidade.

Das 115 escolas da rede municipal de Contagem, 107 são equipadas com as câmeras de monitoramento eletrônico. Três estão em processo de instalação do equipamento e a Secretaria Municipal de Educação (Seduc) já autorizou a compra para as outras cinco instituições de ensino.

Além dos roubos, o registro de danos também diminui nos quatro primeiros meses de 2017, em comparação com 2016: de 102 para 78, queda de 24%.

Da sala de monitoramento da Guarda Civil, técnicos em segurança acompanham tudo que ocorre nas escolas, por meio de telões, durante 24 horas. “A vigilância inibe a criminalidade e o vandalismo. Pelo nosso sistema podemos estar em tempo real na escolas, o que torna nossas ações mais eficientes”, ressalta o diretor de Tecnologia da corporação, Stéfano Corradi.

before

Há 581 câmeras de vigilância espalhadas pelas escolas municipais

Ao todo são 581 câmeras espalhadas pelas escolas. A quantidade de equipamentos varia de acordo com o tamanho da instituição e a localidade. Todas gravam as imagens, que podem ser usadas como provas em caso de crimes.

Na Escola Municipal Dona Cordelina Silveira Mattos, no bairro Santa Edwirges, há duas câmeras. Os equipamentos ficam em pontos estratégicos. Segundo o vice-diretor Marcio Gonzaga não houve registro de arrombamentos depois que eles foram instalados.

Conflitos

Além de garantir a segurança, as câmeras de monitoramento auxiliam na solução de conflitos. As imagens gravadas em uma escola no bairro Parque São João vão auxiliar os diretores a descobrir o motivo de uma discussão entre alunos ocorrida nesta semana. “Temos que usar a tecnologia para o bem comum. Os estudantes e os educadores merecem uma escola mais segura”, destaca o secretário Municipal de Educação, Joaquim Antônio Gonçalves.

A Seduc vai modernizar o sistema de monitoramento das escolas. A meta é possibilitar que pais e demais responsáveis pelos alunos tenham acesso às imagens dos circuitos de segurança. A medida será avaliada por representantes da secretaria e comunidade escolar.

   

REPÓRTER: Júlio César Santos   FOTO CRÉDITO: Ricardo Lima   

PUBLICAÇÃO: 19/05/2017 13:30:14