Acessibilidade: -A +A normal

 
Prefeitura Municipal de Contagem
   

Solução amigável para utilização da Umei Conjunto Água Branca

Em reunião nesta quinta-feira (22), grupos de pais e de idosos chegaram a um acordo sobre o espaço

Cassio Matias

Devido à necessidade de ampliação do número de vagas na educação infantil da região Água Branca, foi necessário reintegrar o anexo à unidade

O prefeito de Contagem, Alex de Freitas, reuniu-se nesta quinta-feira (22) com representantes do grupo de convivência da terceira idade Amor à Vida, além de pais de estudantes da Unidade Municipal de Educação Infantil (Umei) Conjunto Água Branca. O objetivo do encontro foi propor uma solução amigável acerca do uso do anexo que pertence à Umei de modo que, tanto os idosos quantos as crianças, sejam contemplados em suas necessidades.

Por alguns anos, o anexo da Umei foi utilizado pelo grupo Amor à Vida para atividades físicas, culturais e relacionadas à saúde do idoso. Porém, devido à necessidade de ampliação do número de vagas na educação infantil da região Água Branca, foi necessário reintegrar o anexo à unidade. A mudança, no entanto, gerou conflitos entre grupos de pais de estudantes e idosos. 

Para solucionar a questão, o governo propôs uma solução que atendesse ambos os lados. Em relação aos pais das crianças, a ampliação será efetivada. O anexo será reintegrado e, com isso, serão criadas mais de 140 vagas, nos períodos matutino e vespertino para crianças de 4 a 5 anos. A unidade foi reformada e as aulas estão previstas para serem iniciadas na próxima segunda-feira (26/02).

Em relação aos idosos, as suas atividades também serão mantidas. Eles serão temporariamente transferidos para um espaço, chamado Criança 2000, e, posteriormente, para uma sede definitiva. Alex de Freitas informou que o governo já conseguiu uma emenda no valor de R$ 260 mil, além de autorização do estado para a cessão de terreno onde será construída a sede definitiva para as atividades do Amor à Vida. 

O prefeito esclareceu, ainda, que nenhum dos grupos ficará desamparado. “Temos um planejamento audacioso para educação, entretanto, não é fácil entregarmos escolas infantis da noite para o dia. Não podemos deixar de assistir às mães, mas também não podemos virar as costas para a terceira idade. Estamos empenhados em  atender a todos da melhor forma possível.  Mas, neste momento pedimos a compreensão do grupo Amor à Vida para que um maior número de crianças sejam beneficiadas e tenham resguardado o direito à escola”, destacou. 

“É normal que as dúvidas apareçam.  Por isso, peço a vocês, sobretudo à terceira idade, que nos deem um voto de confiança e mantenham a boa convivência, pois o dilema será resolvido de forma definitiva.  E quem ganhará não é um ou outro grupo, mas toda a cidade”, acrescentou o vice-prefeito, William Barreiro.

Inauguração

Alex de Freitas também anunciou que a região do Água Branca será contemplada com uma Umei com capacidade para atender 420 crianças. Com um projeto arrojado, a escola deverá ser inaugurada no ano que vem. 

Para Rosilene de Abreu, uma das mães presentes à reunião, a solução encontrada pelo prefeito foi a mais coerente possível. “A Umei é única escola pública infantil da região. Precisamos dessa ampliação. Como representante das mães, eu saio satisfeita da reunião porque as crianças ficarão no lugar que é delas e, por outro lado, os idosos não ficarão desamparados.”

Na outra ponta, o aposentado Geraldo, que trabalha no grupo Amor à Vida, ressaltou que o empenho da administração atual fez toda a diferença. “O acordo está sendo harmonioso e nessa gestão evoluiu 99%. Estamos contentes com a possibilidade de ganhar uma sede ”, avaliou. Também estavam presentes  o secretário de Educação, Joaquim Antônio Gonçalves, e o vereador Bruno Barreiro.  

   

REPÓRTER: Carol Cunha    FOTO CRÉDITO: Cassio Matias   

PUBLICAÇÃO: 22/02/2018 19:04:10