Acessibilidade: -A +A normal

 
Prefeitura Municipal de Contagem
   

Modificação da rede elétrica atrasa obra de viaduto no bairro Ressaca

Construtora aguarda adequações, por parte da Cemig, em fio de alta tensão, para concluir obra na Severino Ballesteros

Elias Ramos

Obras estão ocorrendo de forma lenta devido a necessidade de intervenção da Cemig

Os motoristas que trafegam diariamente pela avenida Severino Ballesteros próximo ao Shopping Contagem, na região da Ressaca, encontram um trânsito intenso devido a construção de um viaduto. A obra está sendo feita para viabilizar o trânsito local, para dar mais agilidade ao tráfego para os que necessitam dessa via, “passo aqui todos os dias e acredito que após a conclusão do viaduto o trânsito terá maior fluidez, ao contrário de quando tinha uma rotatória aqui no local, pois agarrava muito o trânsito”, disse Zaqueu, 22 anos, motorista que passa todos os dias pelo local da obra. 

before

Expectativa é de que obra seja concluída em até 120 dias

 A construção possui  três blocos, sendo duas pontas e um bloco central. As pontas já estão concretadas, porém o bloco central necessita de uma intervenção da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). Para a conclusão desse bloco central, a Cemig tem que fazer a modificação da rede elétrica, pois um fio de alta tensão passa por cima do bloco atrapalhando a finalização da laje. 

A Secretaria de Obras e Serviços Urbanos ressalta que a Cemig já foi acionada. A companhia informou que iria ao local no último domingo, 28 de maio, porém não compareceram e marcaram uma nova data,  10 de junho. Á construtora responsável aguarda a modificação para que seja concluída a obra. A partir da mudança da rede elétrica, o prazo de entrega é  de 120 dias, caso não ocorra nenhuma interferência no local.

Em relação à altura do viaduto, o Engenheiro Civil, Hudson Salgado explica que “o viaduto está projetado com de 5,5 metros de altura, que é o limite para rodovias. Dentro da cidade o limite é 4,4 metros, ou seja, ele está no limite de viadutos rodoviários, que é mais alto que os de dentro de cidade”, enfatizou Hudson. 

   

REPÓRTER: Nelson Augusto   FOTO CRÉDITO: Elias Ramos   

PUBLICAÇÃO: 01/06/2017 15:20:45