Acessibilidade: -A +A normal

 
Prefeitura Municipal de Contagem
   

DST´s: prevenir é o melhor remédio

Secretaria Municipal de Saúde de Contagem realizou exames e entregou material educativo à população

Fábio Silva

Ações para a conscientização das doenças sexualmente transmissíveis como DST/Aids foram realizadas na semana anterior ao carnaval

O Brasil registra um aumento nos casos de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST´s). O número de pessoas que procurou tratamento no Sistema Único de Saúde (SUS) nos últimos seis anos subiu 97%. As estatísticas do Ministério da Saúde apontam mais casos de Aids, Sífilis e Hepatites B e C em todo o país. A principal forma de frear o aumento das doenças, cuja principal forma de contágio é a relação sexual, é a prevenção. Por isso, a Secretaria Municipal de Saúde de Contagem promoveu uma força-tarefa para conscientizar a população durante o Carnaval.

De acordo com a Secretaria, foram entregues 63 mil preservativos masculinos e femininos. Além disso, a população foi incentivada a ir ao Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), que funciona dentro do Centro de Consultas Especializadas (CCE) Iria Diniz, no Eldorado, uma das regiões mais movimentadas de Contagem. O CCE realizou 50 testes de HIV durante o Carnaval, sendo que nenhuma DST foi apontada nos exames.

Para atender à população, o Programa DST/Aids da Secretaria Municipal de Saúde  reuniu uma equipe multidisciplinar. Psicólogos, enfermeiros e assistentes sociais tomaram as ruas para conscientizar homens e mulheres. Panfletos educativos e camisinhas foram entregues em pontos estratégicos da cidade, como a Estação do Metrô, semáforos e no entorno do CCE Iria Diniz.

Tal esforço contribui para reverter um dado verificado na Pesquisa de Conhecimentos Atitudes e Práticas na População Brasileira (PCAP), feita pelo Ministério da Saúde. Segundo o levantamento, 45% dos brasileiros entre 15 e 64 anos, com vida sexual ativa, não utilizam preservativo. “É importante que as campanhas sejam permanentes para despertar a consciência do uso do preservativo”, alerta Valdecir Fernandes Buzon, diretor do programa DST/Aids de Contagem.

A Secretaria de Saúde, lembra Buzon, recomenda que, caso ocorra uma relação sem proteção, a pessoa deve procurar, o mais rápido possível, o atendimento médico para a realização de exames. Caso seja confirmado o diagnóstico da DST, são oferecidos, gratuitamente, toda a medicação necessária e o acompanhamento médico.

   

REPÓRTER: Jefferson Lorentz   FOTO CRÉDITO: Fábio Silva   

PUBLICAÇÃO: 07/03/2017 16:09:18